Cuidados na montagem de rolamentos

Cuidados na montagem de rolamentos

Dentre sua ampla diversidade, de modo geral, rolamentos são suportes mecânicos que conectam e dão movimento entre eixos e outras peças. Com os rolamentos é possível diminuir a fricção entre essas duas partes conectadas, o que auxilia na preservação de vida útil do maquinário.

A sua composição básica é de dois anéis (um interno e outro externo), aonde são cravadas as pistas de rolamentos, corpos rolantes (esferas, cilindros, agulhas ou cones) e gaiola (responsável por “prender” os corpos rolantes). Toda essa estrutura ainda pode contar com uma parede externa que serve como uma segurança a mais, permitindo manter a posição dos componentes e evitando a infiltração de corpos estranhos que possam danificar o rolamento.

Para serem eficientes, o material utilizado nos rolamentos deve ser resistente e seu tamanho adequado ao projeto, permitindo que este rolamento receba a carga axial e radial sem prejudicar seu funcionamento.

Os principais componentes de um rolamento

A montagem desse importante elemento em um maquinário deve ser feita de forma segura e limpa. Apesar de serem capazes de aguentar, quando em uso, os pesos e forças exercidos sobre ele, o rolamento é uma peça sensível, que deve ser manejada com cuidado. A montagem pode ser a frio (normalmente através de pancadas) ou a quente. A montagem de rolamentos por pancadas, com ferramentas duras, pode gerar em amaçados ao longo das pistas de rolamentos ou dos corpos rolantes.

Caso sejam utilizadas ferramentas mais suaves e flexíveis, essas tendem a soltar fragmentos que podem entrar no rolamento, obstruindo o livre deslizamento dos corpos rolantes e dos anéis. Qualquer interferência existente irá diminuir o rendimento dessa peça, a estrutura ficará desalinhada, o rolar deixará de ser uniforme e apresentará trepidações ao se movimentar, levando ao mal funcionamento do maquinário inteiro. No melhor cenário, apenas a substituição do rolamento por um novo será o suficiente, mas ainda assim já é um gasto a mais do que o previsto para aquela máquina.

A montagem de rolamentos a quente consiste em aquecer a peça a uma temperatura elevada (que irá variar de acordo com o material, tamanho e componentes desse rolamento), levando a sua expansão e posterior encaixe. Para aquecer a quente não deve ser utilizada chama direta no rolamento, pois a estrutura do material poderá sofrer alterações e distorções. A montagem por interferência, através do aquecimento indutivo, é um dos métodos mais eficientes para montar rolamentos.

A Jamo fabrica aquecedores indutivos para montagem de rolamentos a partir de 10mm de diâmetro interno. Além da expansão do rolamento, as máquinas Jamo fazem a desmagnetização em apenas 3 segundos dessas peças, que se inicia automaticamente logo após terminar o processo de aquecimento. Esta etapa é de grande importância, pois a magnetização da peça pode fazer com que resíduos entrem no rolamento e interfiram em seu funcionamento.

Veja a baixo o funcionamento de nosso JM-50D, carro chefe da Jamo Aquecimento Indutivo:

Tem alguma especificação que precisa ser atendida? Precisa aquecer uma peça de grande porte, de um aquecedor portátil, braços articulados? Converse conosco! A Jamo desenvolve equipamentos de acordo com as necessidades de seus clientes, seguindo as normas NR10 e NR12. Confira aqui em nosso site mais possibilidades de em que aplicações utilizar os equipamentos Jamo.


Voltar